Tudo sobre alinhamento e balanceamento no Rio de Janeiro

Alinhamento e balanceamento são serviços preventivos para seu carro (Foto: Daniel CapelaniUnsplash )

Segundo relatórios da Polícia Rodoviária Federal, de 2017 a 2019, a falta de manutenção nos veículos está entre as principais causas de acidentes no trânsito. Durante esses dois anos, mais de 12 mil acidentes nas ruas e estradas do Brasil tiveram como causa defeitos mecânicos. Isso quer dizer que muitas ocorrências poderiam ser evitadas se os proprietários de cada veículo realizassem revisões periódicas. Dentre as práticas da rotina de manutenção, está o serviço de alinhamento e balanceamento, que são feitos nos pneus do carro.

É importante entender que um carro, assim como qualquer outra máquina seja qual a sua função, está sujeito a sofrer desgastes devido ao uso contínuo. A melhor maneira de conter a deterioração de alguma peça, portanto, é observando-a regularmente e realizando consertos ou trocas, sempre que for necessário. Nosso foco nesse artigo está em dois serviços de manutenção primordiais para o bom funcionamento dos veículos e a segurança das pessoas que frequentemente utilizam eles.

Para te ajudar a entender o que é alinhamento e balanceamento, quando é necessário realizá-los e a importância deles para seu veículo, separamos um guia completo mostrando todas as possíveis dúvidas sobre esses dois serviços. Confira. Tenha uma ótima leitura!

O que é alinhamento?

O alinhamento é um serviço que tem o objetivo de alinhar os ângulos das rodas do carro em relação ao volante, fazendo com que elas fiquem paralelas entre si. Dessa forma, o veículo não irá se deslocar para a esquerda ou para a direita quando deveria estar em linha reta. Nota-se, assim, a importância do alinhamento para a segurança dos ocupantes do veículo.

Como as rodas ficam desalinhadas?

Existem diversos e diferentes fatores que podem provocar o desalinhamento das rodas do automóvel. Passar por um buraco, encostar com força no meio-fio e estar no meio de alguma batida mais grave são ações que podem resultar no desalinhamento da suspensão do seu veículo.

Além disso, o rodízio de pneus ou a troca de algumas peças da suspensão também podem desalinhar as rodas do carro. Devido a isso, é importante conferir se está tudo certo com o alinhamento quando for realizar qualquer outro tipo de manutenção nos pneus. Lembre-se do ditado, é melhor pecar por excesso do que por falta. Nesse caso, o excesso de análises das rodas e pneus.

Como o alinhamento é feito?

Ao contrário do que algumas pessoas acham, o alinhamento não é um procedimento feito apenas nos pneus, mas nas rodas também. Nesse sentido, para realizar a correção do alinhamento das rodas, é necessário o ajuste dos ângulos da suspensão do veículo. Nesse caso, o mecânico utiliza um equipamento que calcula os três tipos de ângulos, os principais são: a cambagem, a convergência/divergência e o caster. Conheça cada um deles agora!

Cambagem

A cambagem é o ângulo de inclinação da roda, afastando-se da vertical, que pode ser mais para fora ou para dentro do veículo. Quando as rodas se inclinam demais, há um desgaste desigual dos pneus.  Vale destacar que a cambagem pode ser de duas formas: positiva ou negativa.

Cambagem positiva

Cambagem positiva é quando o topo da roda está inclinado para fora do carro. O excesso de cambagem positiva, ou seja, uma inclinação muito grande para fora do veículo, leva ao desgaste excessivo na borda externa dos pneus.

Cambagem Negativa

Cambagem negativa é quando o topo da roda está inclinado em excesso para dentro do carro, ou seja, o contrário da positiva. Em situações de cambagem negativa, ocorre um desgaste das bordas internas dos pneus.

O ajuste do ângulo de cambagem é feito, assim, com o intuito de melhorar o comportamento dos pneus nas retas e nas curvas. Se o ângulo de cambagem das rodas dianteiras estiver desregulado, o veículo não permanecerá em linha reta, ele tenderá a puxar para um lado.

Convergência / divergência

A convergência / divergência é a medição da distância entre a parte dianteira e a parte traseira dos pneus. O ângulo de convergência / divergência é a direção para onde os pneus estão apontando em relação à linha central do veículo.

Convergência

Na convergência, as duas rodas de um mesmo eixo estão direcionadas para um ponto em comum à frente do veículo. Em casos de excesso de convergência, a banda de rodagem dos pneus se desgastarão mais nas bordas externas. Isso fica perceptível passando as mãos pelo pneu ou até mesmo vendo de longe.

Divergência

Na divergência, as duas rodas de um mesmo eixo estão apontando para um ponto em comum atrás do veículo. Em casos de excesso de divergência, a banda de rodagem do pneu se desgastará mais nas bordas internas. Isso gerará rebarbas na borracha, que poderão ser sentidas ao passar a mão pela região do pneu.

Caster

Caster é o nome dado ao ângulo de inclinação do eixo de direção interligado à roda em relação à vertical. Para medir esse ângulo, é traçada uma linha imaginária entre os pivôs superiores e inferiores da suspensão com o objetivo de criar estabilidade.

Caso ele não esteja na inclinação correta, o esforço para retornar com o volante para a sua posição central logo depois de uma curva será muito maior.

O que é balanceamento?

O balanceamento é um serviço de correção entre rodas e pneus, que deve ser realizado quando vibrações desnecessárias no volante são percebidas. Seu objetivo é impedir que trepidações (tremores) aconteçam enquanto se dirige.

Como o balanceamento é feito?

Os pneus podem apresentar variação de diâmetro devido à quantidade de borracha presente. Essa diferença provoca as famosas, já comentadas neste artigo, trepidações que são percebidas no volante do veículo. A função do balanceamento é, portanto, justamente compensar essa variação ao colocar contrapesos de chumbo na banda de rodagem dos pneus.

Esse serviço pode ser feito de duas maneiras: estático e dinâmico. A seguir, vamos falar melhor como ocorre cada forma:

Modelo de balanceamento estático

O modelo estático é feito com rodas e pneus totalmente imóveis. Ele se relaciona a uma roda com o centro gravidade em equilíbrio em torno de seu eixo rotação. Então, se colocar a roda em rotação livre, ela tende a ficar parada, seja qual for a sua posição.

Quando uma roda encontra-se desequilibrada de modo estático, o lado mais pesado vai cair rumo ao fundo. Fácil de fazer, o modelo estático é um método usado bastante em carros antigos durante anos. Ele demanda ferramentas simples, comuns.

Modelo de balanceamento dinâmico

O dinâmico é feito com o conjunto em rotação para corrigir outros problemas já que ele é mais profundo que o estático. Os sistemas medem as forças do conjunto em rotação. É fundamental dizer que para equilibrar rodas modernas (largas, acima de 4 polegadas) você deve usar um modelo dinâmico.

Quanto maior a largura da roda e pneu, cresce a importância do procedimento. Falar de modelo dinâmico significa falar de neutralizar forças de rotação (plano vertical e lateral). O desequilíbrio dinâmico é ter um ponto pesado fora do centro para a linha média imaginária vista de cima.

Independentemente da maneira que seja feito, o objetivo desse procedimento é evitar vibrações e barulhos no carro em velocidades acima dos 60 km/h. Dessa forma, você não desgasta seus pneus e não compromete a capacidade de frenagem do veículo.

Qual a diferença entre balanceamento e o alinhamento?

Algumas pessoas costumam confundir o serviço de alinhamento com o de balanceamento. É algo, de certa forma, comum de ocorrer. Apesar de os dois procedimentos automotivos serem manutenções importantes realizadas nos pneus dos veículos, eles são completamente diferentes entre si. Continue lendo o nosso texto e descubra o motivo.

O alinhamento consiste em ajustar os ângulos das rodas do carro, fazendo com que elas fiquem retas obedecendo às especificações do fabricante do veículo. Por outro lado, balanceamento das rodas é a manutenção que permite que elas girem sem trepidações. Portanto, alinhar é deixar o volante e as rodas ajustados entre si, ou seja, garantir que o carro ande reto sem puxar para algum lado. Já balancear é fazer com que, ao girar, a roda não provoque vibrações em determinadas velocidades.

Ao realizar o alinhamento, o motorista evita o desgaste excessivo dos pneus do veículo. Já ao fazer o balanceamento, o proprietário distribui o peso do veículo de maneira igual entre as quatro rodas. É importante realizar os dois serviços, pois eles desempenham funções diferentes.

Agora que você já sabe a diferença entre alinhamento e balanceamento, ficou ainda mais fácil identificar qual dos dois, ou então os dois, serviços seu automóvel está precisando. Abaixo, ainda terão mais informações sobre esses dois tipos de manutenção feitos em pneus e a importância deles para o seu veículo. Vamos aprender mais?

Saiba a importância do alinhamento e balanceamento para o seu carro

Já mencionamos o que é cada serviço e a diferença entre eles, tudo bem, agora vamos entender por que devemos realizar o alinhamento e balanceamento nos pneus dos veículos e quais são os benefícios que a execução dessas manutenções irão trazer para você.

Alinhamento e balanceamento para que serve?

O alinhamento e o balanceamento estão diretamente ligados a vários fatores do dia a dia do motorista, mesmo que não pareça ou que ele não perceba. Confira abaixo alguns dos aspectos positivos que demonstram a importância de realizar esses serviços nos pneus dos carros.

  1. Eles aumentam o conforto do motorista e dos passageiros do carro;
  2. Evitam o desgaste em excesso dos pneus, dando mais firmeza à direção;
  3. Aumentam a vida útil dos pneus;
  4. Melhoram o desempenho dos pneus;
  5. Ajudam na economia de combustível, já que carros desalinhados ou não balanceados consomem combustível em excesso (bom para o bolso e bom para o meio ambiente);
  6. Aumentam a estabilidade do veículo;
  7. Aumentam a segurança em viagens curtas ou longas;
  8. Previnem acidentes.

Portanto, pode-se concluir que os benefícios gerados pela realização do alinhamento e do balanceamento não se limitam somente ao veículo, mas também aos donos e famílias que andam nos veículos. Segurança, conforto, economia e respeito ao meio ambiente são fatores não negociáveis, dos quais não se deve abrir mão.

Quando é necessário fazer o balanceamento e alinhamento?

É recomendado que de acordo com determinada quilometragem do seu veículo, você vá a uma oficina e se certifique se é preciso ou não realizar o balanceamento ou o alinhamento. A cada revisão de 10.000 quilômetros rodados, a maior parte dos fabricantes de automóveis aconselha a verificação.  Além disso, c ou de algum deles. As duas formas envolvem uma rápida observação que pode ser feita por você mesmo.

Faça um teste

Nesse sentido, vá a um lugar plano e vazio e acelere um pouco o carro. Pode ser um terreno ou estacionamento sem ocupantes. Enquanto continua dirigindo, solte o volante por um tempinho para observar se a direção do carro está puxando para algum lado. Não importa o lado, se o carro puxar para qualquer um dos dois lados, tanto para a esquerda quanto para a direita, é sinal de que ele precisa ser alinhado.

Por outro lado, se durante os momentos que você está dirigindo, você perceber que o volante do carro está tremendo ou ainda, que o veículo está fazendo barulhos em determinadas velocidades, é um indício que as rodas precisam ser balanceadas. Essas duas dicas são fáceis e simples de seguir e te ajudarão a identificar quando fazer alinhamento e balanceamento.

Atenção à troca de pneus!

Ademais, mesmo que essas duas ações facilitem bastante a observação e o reconhecimento do problema, existem ainda outros momentos em que se mostra necessário a execução do balanceamento: sempre que um pneu for trocado, quando um peso balanceado for perdido ou retirado, sempre que você comprar pneus novos e quando é feita alguma reparação no pneu.

Além disso, é aconselhável verificar as rodas do carro para saber se precisa realizar o alinhamento caso você passe por um algum buraco maior, dê uma batida no meio-fio ou note que o pneu está tendo desgaste anormal ou desigual. No mais, não se esqueça, quando você comprar um novo conjunto de pneus e quiser que durem o máximo de tempo possível ou trocar componentes da suspensão ou direção.

Ainda que você ache que não aconteceu nada demais, é uma forma preventiva de evitar maiores danos em seu veículo e manter sua segurança enquanto dirige. E outra, descobrindo, logo no início alguma falha no carro, as chances de o problema evoluir são baixas.

É como estar com um sintoma leve de uma doença e visitar logo o médico. Sabe aquele conselho? Quanto antes buscar ajuda profissional, mais chances de solucionar o problema sem deixar com que ele evolua e se torne irreversível. Com o seu carro, a regra vale também. Por isso, fique atento e leve em um especialista de sua confiança.

Quanto tempo o alinhamento e balanceamento demoram?

O alinhamento e o balanceamento de rodas e pneus, em geral, são serviços mecânicos rápidos e simples. A média de tempo é de 2 a 3 horas quando são feitos juntos, já que depende muito de cada profissional e da demanda de trabalho. Mas vale reforçar, ainda, que esses dois serviços não são obrigados a serem feitos juntos. Quando são feitos separados, o tempo de realização é ainda menor.

Quanto custa alinhamento e balanceamento de pneus?

O preço do serviço de alinhamento e balanceamento varia bastante de acordo com alguns fatores, como a oficina mecânica, região, equipamentos do local, modelo do veículo. Em média, esses serviços podem custar entre R$ 80 e R$ 250,00. Ou seja, preste atenção nos fatores que modificam o valor e veja qual é o melhor lugar para você realizar a manutenção das rodas e dos pneus.

Apesar disso, vale lembrar que nem sempre o serviço mais caro é o melhor e o mais barato é o pior. É importante ir em um lugar de confiança, que tenha profissionais especializados em pneus e que tenha equipamentos bons e de qualidade para realizar o serviço. Bem, e porquê não encerrar esta nossa aula sobre alinhamento e balanceamento, ou melhor, artigo, indicando a solução perfeita para você e o seu carro? Confira nosso tópico final!

Pajé Amortecedores e Pneus

A Pajé Amortecedores e Pneus apresenta opções economicamente viáveis, profissionais especializados e qualificados e equipamentos capazes de atender qualquer modelo de veículo. Bem-vindo ao Auto Center no Rio de Janeiro, que já está há mais de duas décadas no mercado e segue conquistando a confiança dos clientes.

A empresa trabalha com as melhores marcas e modelos de pneus e amortecedores com garantia e qualidade comprovada. Conheça os serviços, as peças e os profissionais da Pajé Amortecedores e Pneus e ganhe um lugar de confiança para cuidar de seu veículo. Lembre-se: o alinhamento e o balanceamento são manutenções importantes que previnem acidentes e gastos desnecessários e maiores no futuro.

Não perca mais tempo, solicite o seu orçamento com a Pajé Amortecedores e Pneus e descubra um mundo de vantagens!

Compartilhe esse post!

Pajé Amortecedores e Pneus

São mais de 20 anos no mercado e 4 lojas no Rio de Janeiro. Além de trabalharmos com os nossos Amortecedores Remanufaturados, aqui na Pajé você encontra Amortecedores e Pneus das principais marcas com os melhores preços.

Posts recentes

Alinhamento Amortecedores Aro 15 Balanceamento Checklist Revisão Veicular Ecológico Freio Manutenção de Veículo Pneus Primeiro Carro Recondicionado Remanufaturado Revisão Veicular Sistema de frenagem Troca de Pneus Troca de óleo

Newsletter

Inscreva-se para receber nossas dicas e novidades.

Nós respeitamos sua privacidade e apoiamos as boas práticas do Comitê Anti-Spam e órgãos que regulam a internet.